Análise Far Cry 3

Far Cry 3 (Xbox 360, PS3, PC) é um jogo de tiro em primeira pessoa em mundo aberto que se passa em duas ilhas tropicais  paradisíacas. Repleto de piratas, animais selvagens e lugares para explorar, o jogo parece um parque de diversões gigante, com várias atrações espalhadas por cada canto. A história começa fraca, mas à medida que você progride ela se torna mais envolvente, apesar de certos momentos menos emocionantes.

Pronto. Agora você sabe quem você controla no jogo.

Pronto. Agora você sabe quem você controla no jogo.

Você controla Jason Brody, um turista que, junto com seus amigos, foi capturado por piratas que vivem nas ilhas. O começo é um tanto confuso com relação aos personagens, e você pode não saber exatamente quem é Jason Brody e seu grupo de amigos, mas apesar de seu objetivo final ser resgatar esses amigos, a história toma outro rumo à medida que se avança no game e este se torna mais envolvente, mesmo que ainda com alguns defeitos. As missões em si são bem limitadas em contraste com o resto do jogo e podem ser um tanto frustrantes quando o jogador é forçado a seguir por determinados caminhos contra a sua vontade.

O mundo é aberto e bem detalhado, existe muito que explorar e colecionáveis opcionais como relíquias e cartas estão por toda a parte, servindo como guia para aqueles que querem ver cada ambiente do cenário.  Se passar horas andando pelo mato para encontrar um pedaço de pedra não é o seu tipo de aventura, missões extras para caçar tanto animais selvagens quanto grupos de piratas são simples e devem saciar a fome daqueles que procuram mais alguma coisa para matar, oferecendo uma experiência muito similar a  outros FPSs.

Algumas escolhas de design são um tanto irritantes, como o sistema de crafting ou as torres que revelam o mapa. O primeiro serve para que você possa carregar mais coisas. Armas, itens, munição ou dinheiro, cada um possui um container especifico que pode ser melhorado para carregar um volume maior. Atingir o limite máximo de algum desses containers significa ser “penalizado” toda vez que abrir um baú ou receber uma recompensa, já que tudo que não pode ser carregado é descartado imediatamente. As torres são uma influência direta de Assassins Creed. Para revelar o mapa inteiro, você deve subir no topo de cada uma das diversas torres espalhadas pelas ilhas, cada uma mostrando uma parte do mapa, o que não faz sentido, já que você, o personagem, possui o mapa das ilhas em papel.

Como se é de esperar de jogos de mundo aberto, este também possui vários bugs. Cair pelo chão, ficar preso dentro de objetos ou cenários não carregando rápido o bastante, provavelmente vão ocorrer pelo menos uma vez durante o jogo, mas não chegam a prejudicar muito a experiência. Outros bugs porém, podem impedir seu progresso na história completamente (um dos meus irmãos ainda não pode concluir o jogo, porque fica sempre preso no mesmo  bug em uma das missões), o que é extremamente decepcionante em um game desse calibre.

A inteligência artificial oferece apenas o básico, a interação com NPCs de missões opcionais é sem graça e superficial e não é incomum ver pessoas atropelando umas as outras ou se matando de uma forma ou outra sem querer. Em um caso especifico, fui prensado contra uma rocha quando um carro em alta velocidade (com aliados meus) me atingiu de surpresa por de trás da câmera, longe de qualquer estrada. Os animais selvagens se comportam de maneira mais natural, porém mais agressiva do que se espera em alguns casos. Não quero estragar nenhuma surpresa nessa parte, basta dizer que eles adicionam um toque especial no jogo, e fazem com que a selva pareça viva.

Admirar a paisagem pode ser legal. Contanto que nada te ataque de repente.

Admirar a paisagem pode ser legal. Contanto que nada te ataque de repente.

Para finalizar, Far Cry 3 não deixa de ser um game interessante. Seja explorando os cenários tropicais, seguindo pela história ou matando tudo o que se move, o jogo oferece o bastante para se diferenciar de outros FPSs e garantir seu lugar como um dos melhores jogos de 2012. Algumas escolhas de design e alguns momentos podem ser estranhos e/ou desagradáveis, mas não é nada que prejudique a sua experiência com o game, a não ser que você fique preso em um bug.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s